Queda de Cabelo Feminina – Causas, Efeitos e Dicas

Queda de Cabelo Feminina –  Causas, Efeitos e Dicas

Às vezes, a perda de cabelo e a queda de cabelo deixam um impacto significativo na confiança e podem gerar problemas psicológicos para uma pessoa. Depois de ler este artigo, você poderá gerenciar seu problema de queda de cabelo, junto a uma profissional de tricologia, estabelecendo a causa da queda de cabelo em você e cuidando de sua saúde e cabelo.

Cabelos longos, lustrosos e sedosos são marca registrada de muitos, principalmente das mulheres. Os cabelos de uma mulher são seus melhores acessórios naturais para se embelezar, se sentirem mais plenas e poderosas, tanto no ambiente social como no ambiente de trabalho. 

Mas se você está entre os 60% das mulheres que sofrem com problemas de cabelo, então você conhece bem o choque de ter menos cabelo na cabeça. 

O grande problema da queda de cabelo

O grande problema é que a perda de cabelo nas mulheres é considerada um tabu na sociedade e isso aumenta o estresse nas mulheres que sofrem com problemas de calvície ou outros tipos de queda de cabelo (alopecias). 

As próprias mulheres não se sentem à vontade para discutir abertamente seus problemas, diferentemente dos homens que não se intimidam em falar sobre esse assunto abertamente e, portanto, não se envergonham em procurar e experimentar várias opções de tratamento, como terapias capilares em clínicas especializadas em queda de cabelo, como a Clínica Follicles, usando formulações, suplementos, acompanhamento nutricional, e etc…

Você não é a única mulher que sofre com a queda de cabelo e sente dificuldade em discutir abertamente e encontrar solução para os problemas capilares. De acordo com uma análise clínica, uma em cada quatro mulheres sofre com problemas capilares. As mulheres também continuam se preocupando e perguntando: Por que a queda de cabelo acontece?

As causas da perda de cabelo na mulher podem ser qualquer uma, como: tratamentos capilares agressivos, colorações, mechas, escovas progressivas e até o uso do minoxidil ou a utilização de finasterida, podem agravar a condição da queda de cabelo e calvície. Alterações hormonais durante a gravidez ou a menopausa. Estresse e hábitos alimentares pouco saudáveis ​​também levam a problemas capilares. Às vezes, a queda de cabelo nas mulheres pode ser genética. A queda de cabelo como fator genético ocorre normalmente entre 18 a 24 anos de idade.

A forma mais comum de perda de cabelo devido a fatores genéticos ou outros fatores médicos é a alopecia androgenética. Este é o tipo de problema de cabelo em que o cabelo fica extremamente fino para que se possa ver através dele. 

A alopecia areata é outra forma de problema capilar que normalmente começa com pequenas manchas calvas, mas pode resultar em perda total de cabelo, se não for tratada. 

Acredite, quase um quarto da população mundial está sofrendo com algum tipo de problema capilar. E qualquer tipo de problema de cabelo nas mulheres afeta sua autoestima e, às vezes, pode até levar à ansiedade e à depressão.

O primeiro passo para resolver qualquer tipo de problema capilar é distinguir a natureza da perda de cabelo com a qual você está sofrendo. 

Se a perda de cabelo é devido a hormônios ou hereditários, existem várias opções de tratamento disponíveis para tratá-la, dependendo do tipo e gravidade dos problemas. O seu especialista em tricologia pode sugerir-lhe algum óleo, creme, loção para aplicar no couro cabeludo, e não deve se limitar aos tratamentos tópicos apenas. 

Além de obter ajuda desse profissional, você também pode seguir algumas dicas para cuidar de seus cabelos em casa para evitar, ou pelo menos minimizar, a queda. Quais?

  1. Analise sua dieta. A nutrição desempenha um papel vital na manutenção de cabelos saudáveis. A falta de vitaminas, minerais e proteínas essenciais, etc., pode agravar os problemas e patologias capilares.
  2. Opte por um estilo de cabelo solto e confortável. Desista do penteado que introduz tensões em seus folículos capilares. Por exemplo: rabos de cavalo apertados, chignons e tranças.
  3. Evite cortes em camadas, pois estes criam um efeito visual de falhas aparentes.
  4. Não use em grandes ferramentas de modelagem de cabelo aquecidas, como pinças e ferros de alisamento (chapinha), pois podem causar tensão, lesão por queimadura e quebra do cabelo.
  5. Peça ao seu cabeleireiro para monitorar o crescimento do seu cabelo, mas não fique obcecado com isso.
  6. Stress é um dos principais gatilhos para a queda de cabelo. Tente se manter positiva!
  7. Independente dessas dicas, procure um profissional em tricologia e regeneração capilar gabaritado e que tenha pacientes com resultados semelhantes aos que você almeja, como a Dra. Geovanna Souza, da Clínica Follicles e desenvolvedora do tratamento revolucionário Protocolo MFC.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.