O que é a homeopatia e como ela pode ajudar no dia a dia

O que é a homeopatia e como ela pode ajudar no dia a dia

 

A homeopatia é uma prática médica que existe há mais de 200 anos e seu objetivo principal é atuar, através de uma abordagem multi contemplativa que leve em consideração o ser vivo como um todo, proporcionando aos pacientes um tratamento alternativo à medicina tradicional. No entanto, apesar de ser uma prática antiga e já regulamentada por diversos órgãos competentes, esse tipo de tratamento ainda é rodeado de preconceito e, por isso, muita gente ainda não sabe como a homeopatia pode ajudar no dia a dia.

 

Pensando em desmistificar esse tema, esse artigo pretende abordar os principais aspectos sobre a homeopatia. Para isso, vamos explicar o que é essa prática médica, como os conselhos federais que regulamentam profissões da área da saúde enxergam essa especialidade, em quais atividades diárias podemos aplicar a medicina homeopática, entre outras coisas. Confira tudo isso e muito mais abaixo!

Afinal de contas, o que é homeopatia?

Como dito na introdução deste artigo, a homeopatia é uma prática médica que tem por objetivo curar o ser vivo como um todo, através de uma análise multi contemplativa. Isso significa, basicamente, que, ao contrário da medicina tradicional, que trata da enfermidade combatendo os sintomas que ela apresenta, a homeopatia atua procurando as diversas causas da doença e, sendo assim, faz uma análise do indivíduo como um todo.

 

Por exemplo, para a medicina tradicional, a bronquite é uma enfermidade que causa inflamação nos brônquios e, sendo assim, o paciente deve tomar um remédio que trate apenas dessa inflamação e alguns sintomas secundários. Já para a medicina homeopática, a bronquite também é uma inflamação nos brônquios, mas que possui implicações fisiológicas em outras partes do corpo que também precisam ser tratadas, inclusive no que diz respeito à energia emitida pelo paciente.

 

Nesse contexto, para facilitar a compreensão do que significa homeopatia, podemos caracterizar medicina homeopática como tendo como base quatro princípios que regem todas as práticas científicas, são eles:

  • Experimentação em pessoas sadias: esse dogma diz respeito a maneira como deve ser feita a produção de remédios. Isso porque, tendo em vista que a substância deve ser utilizada no corpo humano, os testes para saber a dose certa devem ser feitos em humanos (ou seja, animais não podem ser usados), tendo em vista que é preciso descobrir quanto da substância funciona como remédio e a partir de quanto ela passa a ser usada como veneno.
  • Lei dos semelhantes: essa lei diz respeito ao potencial de cura de substâncias tóxicas. Basicamente, ela defende que uma mesma substância que causa um mal para o organismo vivo, (por exemplo, um veneno de cobra, um vírus), também pode ser a chave para encontrar a cura para o mal causado por essa substância (por exemplo, o mal causado por vírus pode ser curado através das vacinas que são feitas com base em vírus desativados).
  • Dose infinitesimal: esse princípio da medicina homeopática também diz respeito à produção de remédio. Em linhas gerais, eles falam que o princípio ativo do medicamento precisa ser diluído em proporções pré-definidas para que se tenha alguma resposta correta pelo organismo e para que o remédio não se torne um veneno e torne o corpo tóxico.
  • Medicamento único: esse princípio diz respeito a administração de medicamentos, que devem ser únicos, ou seja, o médico homeopático deve prescrever uma única receita que atue de forma satisfatória contra todos os principais sintomas.

A homeopatia é uma prática regulamentada?

Apesar do grande preconceito que existe na sociedade, a homeopatia não é uma pseudociência: a prática médica é regulamentada pela OMS (Organização Mundial da Saúde). Além disso, em nível de Brasil, além de ser uma especialidade oferecida pelo SUS, essa prática tem caráter de residência médica ou de especialidade médica que também é regulamentada pela CFM (Conselho Federal de Medicina). Ademais, diversos outros conselhos regulamentadores de profissão também enxergam na homeopatia um potencial curativo (por exemplo, o CFF, Conselho Federal de Farmácia).

Em que posso usar homeopatia?

No que diz respeito à homeopatia como prática de saúde humana, em linhas gerais, o tratamento médico usando homeopatia é indicado para diversas doenças, entre elas, as respiratórias, ginecológicas, alergias, problemas de imunidade baixa que causa infecções frequentes e problemas gástricos e intestinais. Além disso, devido ao seu caráter multi contemplativo, também pode ser usado no tratamento de doenças como depressão (desde que de maneira complementar ao tratamento psicológico).

Como eu posso me beneficiar da homeopatia no dia a dia?

A homeopatia é uma prática médica que envolve aspectos diferentes das práticas tradicionais (nem melhores nem piores, apenas diferentes). Nesse contexto, como dito anteriormente, ela pode ajudar um paciente a se curar de uma doença tratando as enfermidades como uma questão do corpo inteiro e, sendo assim, essa prática apresenta inúmeros benefícios, inclusive alguns que você pode usar no dia a dia.

Entre esses vários benefícios, podemos citar:

 

  • A homeopatia é uma prática que adota como um dos seus pilares a prevenção das doenças, portanto, um dos maiores benefícios do dia a dia é o fato de que você vai ficar menos doente.
  • A homeopatia atua aumentando a imunidade do paciente. Isso significa que, em especial se a prática homeopática for adotada como tratamento ainda na infância de um indivíduo, é provável que ela faça com que a criança melhore seu sistema imune desde cedo.
  • O tratamento oferecido pela medicina homeopata é personalizado para cada tipo de pessoa, com dosagens específicas para cada caso, entre outras coisas. Isso significa, basicamente, que o seu tipo de problema será tratado com especificidade, o que faz com que seja mais fácil chegar ao poder de cura.
  • Os tratamentos homeopáticos englobam diversos aspectos da vida do enfermo e, sendo assim, se tratar com homeopatia pode melhorar, inclusive, as relações sociais, a energia e o humor da pessoa que está recebendo o tratamento.
  • Em caso de doenças crônicas, por exemplo alergias, a homeopatia melhora – e muito – a qualidade de vida dos pacientes, proporcionando que ele adote um estilo de vida mais confortável.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.