Qual o significado do uso da corrente da Nossa Senhora

Qual o significado do uso da corrente da Nossa Senhora

Leia este artigo até o final e aprenda  Qual o significado do uso da corrente da Nossa Senhora, e saiba tudo este esta nossa fé.

A curiosidade ou o apego de amor a Jesus Cristo e à Santíssima Virgem Maria é fonte de curiosidade, dúvida e, às vezes, admiração, especialmente pelo uso de “correntes” ou “cadeias” por muitos consagrados. 

Algumas dessas correntes passam de “fininho”, pelo fato de serem discretas e sem brilho. 

Porém algumas chamam um pouco a atenção, pois são de ferro mais grosso, relembrando muito a escravidão, o que pode causar efeitos não tão positivas. 

Como a maioria das pessoas podem não ter uma visão tão clara sobre o assunto, desconhecendo o real significado da consagração e o uso de pequenas correntes, estamos aqui para responder a algumas perguntas. Neste artigo vamos esclarecer algumas dúvidas sobre o seu significado.

Para você que gosta da medalha são miguel arcanjo, o sacris acessorios é uma loja virtual online que vende tudo.

O que é a corrente da Nossa Senhora ?

A corrente de Nossa Senhora se trata de um sinal de santidade no santuário de Nossa Senhora.

Quando um sacerdote abençoa a corrente da consagração, é um sacramento, é um sinal visível de uma realidade que não vemos, como a consagração.

Os consagrados à Santíssima Virgem são aconselhados a usar correntes de ferro, não de ouro nem prata ou outras correntes de metais preciosos.

É bastante admirável aquelas pessoas que se comprometem a usar correntes de ferro sem brilho algum, em favor deste sacramento.

Eles têm o fim da escravidão com pecado como símbolo, e se antes não tinhamos vergonha de mostrar e levar a corrente do pecados para cada canto, agora também não devemos nos envergonhar de demonstrar a nossa escravidão ao amor de Deus!

Para você que gosta da medalha nossa senhora de fatima, o sacris acessorios é uma loja virtual online que vende tudo.

Em outras palavras, o que é consagração?

cadeia de Nossa Senhora

Consagrar basicamente significa dedicar algo ou alguém a Deus.

Quando uma pessoa é consagrada a Deus, significa que ela está se comprometendo e se dedicando ao trabalho de Deus.

A consagração nada mais é do que uma ação importante, que marca uma transformação na vida de uma pessoa.

Se consagrar a Deus, quer dizer abandonar 100% pecado e se dedicar a fazer qualquer coisa para agradar a Deus.

Embora os colares de ferro, ou também chamada de cadeias de consagração, sejam um pouco feias e sem brilho, pelo seu significado, são muito mais valiosas e importantes que os colares de ouro dos imperadores.

Como ser um consagrado e servo?

Muitas pessoas estão usando as correntes como um sinal de total consagração a Maria, onde se denominam “escravos” de Nossa Senhora, e umas das perguntas mais frequentes é, o que é preciso para ser escravo de Nossa Senhora?

Antes de tudo, precisamos saber o que é um servo da Virgem Maria. Porque temos uma visão negativa da escravidão, e pode ser ruim entender o que é consagração.

Ser santo ou ser servo de Jesus em Maria significa pertencer ao Filho de Deus e a sua mãe santíssima.

Pertencemos a Cristo e Sua Mãe, e nessa oferta está o serviço, pois os escravos também pertencem a seus senhores. Mas a relação entre senhor e escravo não é a mesma na consagração, pois é um serviço de amor. 

Na escravidão que há em nosso país, o senhor comprou um servo com dinheiro, e ele se tornouseu dono, para ganhar ou gozar em seu trabalho. 

Jesus Cristo não nos compra com dinheiro, mas com Seu próprio sangue. 

Na cruz, por amor verdadeiro, o Senhor voluntariamente deu sua vida por imenso amor a cada um de nós, por isso pertencemos completamente a Ele!

Em resposta, na consagração, nós nos entregamos livremente como escravos, para amar e servir aquele que nos amou, que veio ao mundo para servir e dar a vida para salvar outras.

Então, quando aprendemos um pouco mais sobre a consagração de Jesus Cristo e da Virgem Maria, sabemos que está de acordo com a Palavra de Deus e o Magistério da Igreja Católica. 

A tradição católica sustenta que a escravidão ao amor é uma ótima maneira de ajudar no seguimento de Cristo, no cumprimento dos votos batismais e no cumprimento das obrigações da igreja.

Pois antes do batismo éramos como escravos do diabo. Ao tomar este sacramento, tornamo-nos verdadeiros ministros de Jesus Cristo. 

Portanto, devemos viver, trabalhar e morrer apenas por ele, glorificando-o em nossos corpos e fazendo-o reinar sobre nossas almas. 

Então, as correntes são sinais visíveis dessa pertença a Deus, e que não tenhamos medo da “escravidão” e das “correntes” porque a consagração nos une a Jesus Cristo e à Virgem Maria através dos laços do amor!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.