O que eu nunca devo fazer com meu gato

Quer saber o que o seu gato precisa e que você deve evitar para mantê-lo feliz? Nesse artigo nós vamos explicar quais são as coisas que você jamais deve fazer com seu gato.

Para acolher um gato é importante assumir uma super responsabilidade pelo bem-estar do seu bichano. Você deve manter o seu gato livre de sede e fome, desconforto, dores e doenças. Isso são cuidados básicos né?

Você também deve deixá-lo se expressar e evitar que ele sofra de medo e estresse. Mesmo que seu gato pareça bem, leve-o sempre a uma clínica veterinária para uma consulta preventiva anual, verificando assim se ele está saudável e aproveite para atualizar sua carteira de vacinação e desparasitação.

Além disso, se você perceber uma mudança repentina de comportamento no seu felino você deverá levá-lo a uma consulta o quanto antes, mesmo naquelas situações em que você perde a paciência, seja paciente, pois o gato não entende o motivo da sua raiva e isso pode criar um rejeição ou um estresse que com certeza vai criar problemas para amnos.

Um gato é um animal social e brincalhão e que precisa de exercícios constantes, então você precisa passar tempo com ele. Passar tempo com seu gatinho é a melhor forma de não criar problemas de comportamento, já que ele nunca vai estar entendiado ou com energia acumulada.

Se não tiver muito tempo para investir em brincadeiras com o felino, pelo menos adapte o local com objetos que posso estimulá-lo cognitivamente e fisicamente.

Os gatos são animais que muitas vezes não aceitam carinhos como um cachorro, por exemplo. Então, não tente forçar o bichinho a ficar no seu colo, é melhor respeitar seu espaço e limitações e entender os momentos em que ELE esteja mais aberto a mimos e carícias ao invés de ficar esmagando o coitado o tempo todo, pois isso só vai deixá-lo irritado e estressado.

Fazer a desungulação também é uma crueldade com os bichinhos.  A desungulação é uma intervenção cirúrgica que consiste em tirar as unhas, ossos,  articulações, nervos e até vasos sanguíneos que compõem os dedinhos dos gatos para que eles não fiquem arranhando as coisas, o que acaba tendo uma repercussão negativa a nível físico e emocional do felino.

Ao invés disso, você precisa educar o gato para que ele possa redirecionar esses comportamentos para itens mais apropriados como arranhadores e brinquedos.

Não tente humanizar seu gato. As necessidades deles não são as mesmas das suas e nem sempre os brinquedos ou tipos de brincadeiras que você gosta vão agradá-lo.  Não deixe seu gato em situações constrangedoras, como brincar com laser ou assustá-lo.  Isso só vai gerar estresse no animal. Ele gosta de brincar com objetos que ele consiga pegar.

Não fume perto do seus gatos. A fumaça é extremamente nociva para os felinos e o hábito se lamber vai fazer com que ele inale muito mais fumaça do que o normal. Fora as partículas tóxicas que saem do cigarro e aderem ao pelo do seu gato vão parar em seu organismo diretamente pela língua.

Não trate seu gato como um brinquedo ou um bichinho de pelúcia. É importante explicar para crianças e visitantes que aquele bichinho tem hábitos próprios e que o respeito deve ser sempre mantido, nem que seja necessário que as brincadeiras estejam sempre sob a sua supervisão.

Não dê alimentação inadequada. Por mais que possa parecer legal você oferecer um chocolate para seu gato (principalmente as crianças), não faça! Oferecer uma alimentação inadequada vai prejudicar sua saúde à longo prazo.

Se você quiser oferecer algo diferente ao seu peludo, a coisa mais adequada você pode comprar são aqueles prêmios, petiscos, comida úmida e outros alimentos adequados para ele, que não prejudiquem sua saúde.

Os gatos têm uma audição muito aguçada por isso é muito estressante eles serem constantemente expostos a ruídos. O seu gato precisa ter uma área em casa onde ele possa descansar e silenciosamente, sem ser exposto a esse barulho irritante. Da mesma forma, não é aconselhável que o seu gato tenha um chocalho na coleira, já que esse som é super alto para eles.

Aquela história que os gatos caem sempre em pé é balela, portanto evite expor seu bichinho a locais de altura elevada e risco de queda. Eles realmente tem uma espécie de radar em seu organismo que consegue direcionar suas patas em direção ao solo para tentar absorver a queda com suavidade.

Porém isso não vai adiantar de nada se a queda for de uma altura superior a 20 metros.  Portanto se você mora em apartamento e tem gatos em casa, é recomendado o uso de telas de proteção nos ambientes para evitar que seu bichano fuja ou possa cair pela janela ou sacada.

E cada vez mais e mais acessórios e roupinhas são encontradas por aí em lojas para os gatos. Se você pensa em adquirir um desses produtos,  avalie bem o  quanto seu gatinho vai gostar. Muitas vezes aquela roupinha linda vai deixar seu bichano infeliz, com pouca mobilidade ou com incômodo constante, pois pode apertar ou coçar.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *