Baixa libido: Veja as principais causas da queda de libido

Baixa libido: Veja as principais causas da queda de libido

Antes de entender quais são as causas da baixa libido, você deve entender o que é libido de fato. É um termo que geralmente diz respeito ao desejo sexual. E o que ocorre é que, em alguns momentos da vida, essa libido, ou esse desejo, ficam mais fracos, o que muitas vezes pode incomodar a pessoa. Por isso, vale entender o que pode causar essa baixa libido, sejam causas psicológicas ou físicas.

Principais causas da queda de libido

Estresse

O corpo não reage bem ao estresse. O estresse emocional pode afetar a função física, incluindo o desejo e o desempenho sexual. Perceber a possível existência de fatores de estresse é o primeiro passo no tratamento. A auto-ajuda pode funcionar, mas algumas pessoas podem precisar visitar um conselheiro e/ou um médico.

Conflitos com parceiros

Uma relação é uma via de duas mãos. Ambos precisam se sentir conectados e também precisam da sensação de proximidade. Uma comunicação ruim, a sensação de uma traição, a falta de confiança e as repetidas discussões e críticas podem criar uma relação que carece de proximidade e intimidade. O aconselhamento, como por exemplo uma terapia de casal, pode ser a resposta se o casal achar que as questões estão muito difíceis de resolver por conta própria.

Álcool

O álcool geralmente não é a resposta a nenhum problema. Embora o álcool possa diminuir as inibições, ele também diminui o desempenho sexual e a libido. Seu parceiro pode não apreciar um avanço embriagado e pode ser desativado por ele. O álcool é uma droga viciante e você pode precisar de ajuda para desistir.

Dormir pouco e mal

Como em qualquer atividade física, quanto mais descansado, melhor o desempenho. A falta de sono, incluindo a falta de um bom sono, pode ser a culpada pela diminuição do desejo sexual. A apneia do sono é uma possível causa potencial para a falta de um bom sono e consequente falta de libido. A ajuda médica pode ser necessária se você ou seu parceiro suspeitarem que esta seja uma causa relacionada a sua falta de sono e de libido.

 

Ter filhos

Ser pai ou mãe é um trabalho em tempo integral e você precisa trabalhar bem o tempo sem uma criança ou bebê por perto. Planejar um tempo tranquilo para intimidade e desejo sexual pode exigir algum pensamento criativo.

Medicamentos

Alguns medicamentos podem ter efeitos colaterais que incluem a perda da libido e do desejo sexual. Alguns exemplos incluem:

  • Medicamentos para pressão alta, incluindo os bloqueadores beta
  • Medicamentos como antialérgicos e descongestionantes
  • Antidepressivos
  • Pílulas anticoncepcionais
  • Comprimidos para dor, ou analgésicos, opioides
  • Drogas utilizadas na quimioterapia

Se esta for a causa, seu médico poderá sugerir uma alternativa de medicação que possa te causar menos efeitos colaterais.

Baixa auto-estima

Muitas pessoas têm  uma autoestima baixa no que diz respeito à forma de seu corpo, e isto pode afetar seu desejo e desejo sexual. Ser feliz consigo mesmo é um primeiro passo importante. Um parceiro de confiança e que dê apoio sempre ajuda.

Obesidade

A obesidade afeta muitas pessoas hoje em dia, e o excesso de peso pode limitar o desejo por causa da diminuição do prazer sexual, da falta de “desempenho” e de uma possível baixa autoestima. O que você sente e pensa sobre si mesmo afeta muito a forma como você aproveita o sexo e os momentos de intimidade.

Problemas de ereção

A disfunção erétil (DE) pode não só afetar a capacidade de ter relações sexuais, mas também o que um homem sente sobre seu “desempenho”. Basta um caso de problema de ereção, que já é o suficiente para o homem desencadear repetidos pensamentos sobre o caso, o que causa, dentro de todo um “efeito bola de neve”, uma queda na excitação e libido. Há muitas opções disponíveis para tratar a disfunção erétil e seu médico pode ajudar a encontrar a opção que é melhor para você e seu parceiro.

Testosterona baixa

Enquanto o nível de testosterona de um homem cai gradualmente com o envelhecimento, não há necessariamente qualquer relação entre os níveis hormonais e o desejo de sexo. É apenas uma causa potencial para diminuição da libido e seu médico pode querer procurar outras causas além de apenas baixa testosterona.

Depressão

A depressão afeta todas as áreas da vida, e isso inclui o desejo sexual. A perda do prazer nas atividades diárias muitas vezes requer tratamento, incluindo aconselhamento psicológico e talvez alguma medicação. Infelizmente, como já dito, alguns antidepressivos também levam a uma queda de libido. Seu médico e/ou terapeuta precisa saber se o baixo desejo sexual é um dos sintomas de depressão.

Menopausa

A menopausa pode causar alterações físicas que afetam as relações sexuais, incluindo secura vaginal e durante relação sexual (dispareunia). Estão disponíveis tratamentos para aumentar o desejo e a função sexual após a menopausa.

Falta de proximidade

Fazer amor é mais do que apenas sexo. A intimidade e a proximidade são partes importantes de uma vida amorosa saudável. Se o desejo sexual está diminuindo, pode ser a hora de injetar uma dose de romance de volta no relacionamento. Aconchegar, dar carinho e massagens um ao outro e passar um tempo casual juntos pode ajudar a reacender essa faísca.

Tratamento

Se você tem sentido uma baixa no seu desejo sexual, ou seja, na sua libido, e isso tem te incomodado, você pode e deve buscar ajuda de um profissional, como um profissional da psicologia ou um profissional da saúde – no caso dos homens, por exemplo, pode ser um urologista.

A procura por um especialista é essencial para manter sua saúde em dia, e evitar frustrações.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.