5 tendências do e-commerce para vendas em 2022

Finalmente chegou a hora de analisar as tendências do e-commerce para vendas em 2022. Nos últimos anos, assistimos à expansão e consolidação do comércio eletrônico como um dos principais métodos de compra. Para comprovar isso, basta olhar para o aumento da frequência de compras online pelos consumidores no Brasil. 

Durante 2021, 26% fizeram compras online uma vez por semana, 24% fizeram compras a cada 15 dias e outros 26% fizeram compras uma vez por mês; um aumento considerável em relação aos números de 2020: 17%, 23% e 24%, respectivamente de acordo coma pesquisa recentes

Sem surpresas, devido a este boom e à capacidade de comprar com um clique de botão, ao longo de 2021, de acordo com nossa pesquisa de comércio eletrônico, os compradores online passaram a esperar flexibilidade, conveniência e rapidez ao fazer uma compra. E estes três fatores também estarão presentes durante 2022.

Este crescimento mudou a maneira como fazemos negócios e muitas lojas físicas estão indo para o omni-chanel, aumentando a concorrência online. Estar no topo das tendências do e-commerce para vendas em 2022 ajudará sua empresa a permanecer competitiva à medida que o mercado continua a crescer.

As tendências e desenvolvimentos mais importantes do e-commerce para vendas em 2022

 

Agora, vamos dar uma olhada nas tendências mais importantes do e-commerce para vendas, uma a uma.

A sustentabilidade irá desempenhar um papel fundamental

Estamos fechando 2021 com a palavra sustentabilidade na boca de todos. Portanto, é de se esperar que este seja um tema recorrente em 2022, tornando-o uma tendência do consumidor.

Para muitas pessoas, a sustentabilidade é praticamente uma exigência quando se trata de consumir um produto e escolher uma marca, que se espera que seja responsável e comprometida com diferentes causas sociais. 

Nosso estudo de comércio eletrônico 2020-2021 concluiu que a decisão de compra para 52% dos entrevistados foi influenciada pela sustentabilidade. Ou seja, eles preferem comprar de um e-commerce que tem um impacto ambiental menor do que outro varejista, que possui valores alinhados com a sustentabilidade e pelo menos oferece uma opção de entrega sustentável.

Como varejista online, você pode adotar práticas sustentáveis, como o uso de materiais reciclados para embalagens ou optar por um envio ecologicamente correto por apenas mais alguns centavos com a plataforma.

Entretanto, tenha em mente que, apesar da sustentabilidade influenciar as decisões de compra dos consumidores, apenas 12% estão dispostos a pagar por uma remessa sustentável. Em outras palavras, eles querem uma entrega ecologicamente correta, mas acreditam que cabe às lojas online arcar com os custos.

ReCommerce e Upcycling

O que são exatamente o ReCommerce e a Upcycling?

ReCommerce refere-se ao processo de aluguel, revenda ou compra de produtos em segunda mão através de lojas online e/ou offline. Algumas marcas como Intimissimi e Vodafone incentivam esta prática dando descontos na compra de um novo produto quando o consumidor traz um item antigo.

Upcycling é a reciclagem e o aperfeiçoamento de roupas ou a fabricação de produtos a partir de materiais reciclados. Empresas como a Levi’s já aderiram a esta tendência de mercado e estão empenhadas em reciclar e reparar o vestuário de seus compradores para dar-lhes uma segunda vida. Além de fabricar peças de vestuário a partir de tecidos reciclados.

A pandemia da COVID-19 e o aumento das preocupações ambientais aceleraram o interesse dos compradores por hábitos de consumo sustentáveis. Hoje, os consumidores estão se voltando para as compras de segunda mão, reciclagem e reparos de produtos.

As lojas online de segunda mão cresceram aproximadamente 69% entre 2019 e 2021. De acordo com um estudo da Boston Consulting, as compras de segunda mão continuarão a aumentar até 2022. Especificamente, até 2026, o setor crescerá entre 15% e 20% ao ano.

Portanto, não é surpreendente que estas tendências do e-commerce para vendas estejam se consolidando como uma das principais opções em 2022.

Inteligência artificial, busca por voz e imagens e vídeo de alta qualidade

Não há dúvida de que a tecnologia será um dos principais atores nas tendências do comércio eletrônico de 2022. 80% dos brasileiros dizem que a inteligência artificial facilita suas vidas, uma porcentagem maior do que a média global.

Um estudo realizado pela OMD concluiu que a inteligência artificial será um pilar fundamental no crescimento do e-commerce para vendas no país nos próximos anos. De acordo com os usuários pesquisados, a tecnologia traz valores diferentes para o processo de compra.

Para 47% isso se traduz em uma melhor personalização do produto, para outros 47% a tecnologia ajuda a descobrir novos produtos e para 38% ajuda a melhorar a experiência de compra.

Com estes números fica claro que sua empresa terá que se adaptar às novas tendências de consumo para se destacar da concorrência. Usando estratégias de e-commerce para vendas você poderá alcançar novos voos.

Como você pode fazer isso? É fácil. Comece otimizando sua loja on-line para ser compatível com as buscas por voz, assim você garante que um de cada dois usuários que usam assistentes de voz para fazer compras encontrará seu negócio.

Além disso, certifique-se de publicar imagens e vídeos de alta qualidade para apresentar seus produtos e ter uma boa presença na mídia social.

Durante 2021, as compras online feitas através de redes sociais aumentaram 15,7%, em comparação com os anos anteriores, e continuarão a aumentar, já que os usuários que mais as utilizam para comprar são os da Geração Z.

Comprar agora, pagar depois: o sucesso dos pagamentos flexíveis

Cada vez mais, o comércio eletrônico está oferecendo mais funcionalidades amigáveis ao consumidor. Oferecer flexibilidade tornou-se uma tendência recorrente que continuará a crescer em 2022.

 

É por isso que o e-commerce para vendas está oferecendo métodos de pagamento mais flexíveis. Desta forma, eles oferecem liberdade de escolha para que os consumidores paguem suas compras como e quando quiserem.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Klarna, 25% dos entrevistados gastariam entre 50 e 100 Reais a mais em suas compras de final de ano se pudessem escolher um método de pagamento em parcelas e sem juros. Enquanto quase 20% gastariam entre 100 e 200 Reais a mais se tivessem esta opção de pagamento.

Você pode aplicar esta tendência ao seu comércio eletrônico para atrair mais clientes. Você pode até mesmo oferecer aos consumidores as parcelas em que eles querem pagar por sua compra. Tudo isso sem que eles saiam de seu comércio eletrônico.

Além de pagamentos flexíveis, não se descarta a opção de oferecer a possibilidade de pagamento em diferentes moedas. A Meta já lançou um teste para fazer pagamentos com moedas criptográficas através do WhatsApp. Se o teste for bem-sucedido, ele será estendido a todos os usuários do WhatsApp, portanto, você também poderá oferecer este método de pagamento.

O comércio rápido irá se consolidar

 

A velocidade está chegando ao comércio eletrônico. A ascensão de empresas como a Mercado Pago, terá um impacto nos prazos de entrega do comércio eletrônico, tornando a transação mais rápida e tornando uma tendência do e-commerce para vendas em 2022.

 

Atualmente, os usuários são mais exigentes e querem gastar o menor tempo possível no processo de checkout; até 80% dos compradores espanhóis abandonariam uma loja online se o tempo de entrega fosse muito longo.

 

Então, o que você pode fazer para que seu comércio eletrônico se junte ao movimento do comércio rápido?

 

Para Pedro Amorim, sócio-diretor da Estação Indoor, uma empresa de e-commerce. o mercado oferece diversas opções de entrega rápida, que pode ser no mesmo dia ou 24 horas; embora tendam a ter taxas mais altas, sempre haverá um cliente que prefere pagá-los para receber seu pedido o mais rápido possível.

 

Além disso, se você tiver uma loja física, inclua a opção “Clique e Compre” para que os compradores possam desfrutar de sua compra em questão de horas.

Quais são os desafios do e-commerce para vendas para 2022

 

Uma coisa que aprendemos nos últimos anos é que a mudança e a adaptabilidade estão aqui para ficar. Embora não possamos prever o futuro, estamos certos de que a maneira como compramos mudará drasticamente.

 

A melhor maneira de se preparar para as mudanças na forma como compramos em 2022 é abraçar todas essas tendências do e-commerce para vendas e colocá-las em prática durante as épocas de pico de vendas, como a Black Friday, Cyber Monday ou o Natal.

 

Então essa é a hora de dar à sua loja online essa vantagem inovadora.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *