Qual ligação da Ayahuasca com o Xamanismo

O xamanismo é uma prática antiga a qual busca fazer uma ligaçãodo indivíduo com o sagrado, sendo caracterizado por rituais, em que há dança, música, uso de substâncias psicoativas naturais e evocação de bons espíritos ou espíritos aliados.

As crenças do xamanismoestãopresentes, de maneira significativa e de forma sincrética, em diversas religiões no Brasil, as quais adotaram o uso de plantas ou ervas com efeito enteógeno, como a Ayahuasca.

Religiões, presentes na contemporaneidade, como Santo Daime, União do Vegetal e A Barquinha, utilizam o chá de Ayahuasca para expandir o subconsciente, facilitando com que haja uma conexão bem forte com o interior individual de cada um.

O efeito dessa substância é poderoso sob a mente humana, agindo de modo rápido e muito eficiente.

Essa bebida possui propriedades farmacológicas responsáveis pela liberação de hormônios da felicidade e do prazer, além de acessar áreas cerebrais, ligadas à memória e à visão, as quais estão adormecidas.

Desse modo, há a possibilidade de o indivíduo ter percepções que estavam escondidos e/ou esquecidos no subconsciente e que, muitas vezes, são pontos importantes para que haja um autoconhecimento e uma autoanálise.

Segundo os adeptos do chá de Ayahuasca, ao ingerir essa bebida,começam a surgir visões (chamadas, pelos praticantes, de mirações) do próprio divino interior, possibilitando a compreensãoda pessoa acerca da origem de certos problemas ou de certos sentimentose,por conseguinte, contribuindo na busca de possíveis resoluções e/ou libertações disso.

Mas, afinal de contas, de onde surgiu o xamanismo e a prática da ingestão do chá do Santo Daime nesses rituais sagrados? Continue a leitura deste artigo e confira!

QUANDO SURGIU O XAMANISMO?

Não é de conhecimento exato quando surgiu a prática xamã, entretanto, é sabido que é um ritual de origem milenar e indígena.

O objetivo do xamanismo é buscar uma força que está no interior do indivíduo e reencontrar a natureza, a qual é sinônima de pureza, paz e tranquilidade.

Acredita-se, sob ótica do xamanismo, que a cura para todos os males, todos os sentimentos negativos, traumas, aflições, medos, entre outros, está dentro do interior de cada pessoa, sendo que o único responsável por essa cura é o próprio indivíduo.

Em vista desse pensamento é que se é usado o chá de Ayahuasca, pois ele possui a capacidade de expandir a consciência humana, fazendo que o indivíduo acesse memórias profundas e consiga entender o que deve ser feito para se curar e para atingir o ápice do relaxamento, paz interior, tranquilidade e felicidade.

No entanto,não são todas as pessoas que podem fazer o uso do chá de Ayahuasca, como, por exemplo, pessoas que já tiveram algum histórico de surto psicótico ou que já foram internadas devido a questões psíquicas, porque o chá pode agravar ou reativar esse quadro.

Além disso, aqueles que utilizam medicamentos antidepressivos não devem, também, ter contato com essa bebida devido a questões de saúde.

Existem alguns efeitos colaterais, os quais qualquer indivíduo está suscetível a ter, ao usar essa substância, como: náuseas, vômitos, diarreia, taquicardia, convulsões, hipertensão, medo, ansiedade, surtos psicóticos e, em casos mais graves, o desenvolvimento de sintomas esquizofrênicos (quando a pessoa já tem uma predisposição genética).

É válido ressaltar que antes do ritual, é necessário seguir algumas recomendações no que diz respeito a evitar algumas práticas, alguns alimentos e bebidas.

CONCLUSÃO

A Ayahuasca é usada em rituais religiosos, espirituais e sagrados, que são embasadospelo xamanismo, com o objetivo de proporcionar a busca de sentimentos interiores e uma possibilidade de autoanálise aprofundada. Entretanto, é essencial que se tenha cuidado fazer o consumodessa bebida, pois a chances do surgimentode certos efeitoscolaterais negativos para a saúde física e mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *