Gateway para e-commerce: como funciona? 

O gateway de pagamento é uma ferramenta que serve como uma forma de facilitar a finalização das compras e o aumento das vendas, principalmente em comércios online. 

Isso porque, essa tecnologia faz a conexão entre o consumidor, o banco e a operadora do cartão de crédito.  

Assim, quando os consumidores iniciam o checkout no seu e-commerce e fornecem os dados de pagamento, o gateway é acionado para entrar em contato com as operadoras de cartão e confirmar a veracidade e validade das informações do banco.  

Se todos esses dados estiverem de acordo, a compra pode ser concluída e a venda finalizada. 

No entanto, é importante destacar que essa ferramenta funciona apenas como parte da transação dos valores entre os bancos e o e-commerce, como se fosse uma máquina de cartão.  

Contudo, além de aumentar a segurança do processo de compra e ampliar as opções de pagamento disponíveis na sua loja digital, essa tecnologia pode ser aliada a outros dispositivos que auxiliam na conversão de novas vendas e na fidelização dos clientes.  

Como funciona o Gateway para e-commerce 

Uma das principais preocupações no empreendedorismo digital é garantir uma ampla gama de opções de pagamento e a simplificação desse estágio das vendas. 

Afinal, isso é capaz de melhorar a lucratividade da empresa e solucionar problemas que afastam os clientes de concluir a compra.  

Por isso que o gateway de pagamento é tão importante para as lojas online. Essa ferramenta é integrada nas páginas de checkout do próprio e-commerce, assim o público consumidor não precisa mudar de página para concluir a compra. 

Assim, todo o processo desde a escolha da forma de pagamento até a confirmação dos dados com as bandeiras do cartão e com os bancos, pode ser finalizado em questão de segundos e uma mensagem é enviada para o cliente para confirmar a compra.  

Isso apresenta diversas vantagens para as empresas, pois essa tecnologia torna a loja apta a: 

 

  • Disponibilizar diferentes formas de pagamento; 
  • Oferecer diferentes opções de parcelamento; 
  • Negociar as taxas cobradas pelos adquirentes ou bandeiras; 
  • Reduzir os custos das transações e aumentar a lucratividade; 
  • Diminuir os índices de abandono de carrinho; 
  • Antecipar os pagamentos por cartão de crédito, entre outros. 

Fatores a considerar antes de escolher um gateway para a sua loja 

Como em todos os modelos de negócios, as vendas e o recebimento dos pagamentos são partes extremamente importantes para o pleno funcionamento da empresa e a estabilização da marca, e com o e-commerce não é diferente.  

A garantia da segurança dos pagamentos e a verificação das transações, especialmente em grandes operações, exigirá atenção e um grande controle dos riscos. 

Por isso, antes de investir na contratação de um gateway de pagamento é preciso levar em consideração alguns fatores, como: 

  1. Segurança 

Muitos consumidores se sentem mais inseguros ao realizar compras online ou inserir dados do cartão em plataformas digitais. Deste modo, é crucial que as empresas garantam um processo completamente seguro e resistente a fraudes. 

Por esse motivo, analise se o gateway desejado está de acordo com os padrões de segurança do mercado de pagamentos, como o PCI DSS, ou se possui um sistema antifraude e uma certificação SSL para a segurança dos dados obtidos.  

  1. Taxas 

Como o gateway de pagamento funciona como uma máquina de cartão, as empresas precisam estar sempre atentas quanto às taxas e mensalidades cobradas pelas operadoras e bancos para a efetuação das transações e pelo plano do dispositivo.  

Como atualmente existem diversas empresas que prestam esse tipo de serviço, compare os preços cobrados por cada uma das opções e analise o impacto que esses custos terão sobre as vendas e a lucratividade da marca.  

  1. Taxa de integração 

A incorporação desta tecnologia a todas as plataformas utilizadas para a venda, é extremamente importante para que as lojas possam desfrutar de todos os benefícios que este investimento proporciona.  

Por isso, é preciso certificar que a integração seja completa e adaptável a diferentes ambientes, como a compra por e-mail ou a plataformas e softwares operacionais complementares.  

  1. Suporte 

As falhas no sistema são ocorrências bastante comuns nos processos digitais. No entanto, essas fatalidades podem causar prejuízos importantes para as vendas e para a empresa como um todo. 

Assim, ter um suporte ilimitado na contratação deste serviço é um requisito fundamental para garantir um bom relacionamento e atendimento junto aos seus clientes. 

Procure uma empresa que ofereça suporte técnico 24 horas por dia, realize um atendimento multicanal e cubra todo o país. Desta forma, é possível evitar as altas tarifas de devolução de mercadoria e mais segurança nas compras. 

  1. Simplicidade no Checkout 

Assim como os pagamentos realizados por meio da maquininha de cartão, a finalização da compra digital precisa ser bastante transparente e simplificada, transmitindo para os compradores maior confiabilidade.  

Por isso, ao contrário das páginas intermediadoras, procure evitar que o checkout seja feito em outro site ou plataforma e opte por um gateway que viabilize a finalização da compra na própria loja online.  

 

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog It Business Fórum, site voltado para a veiculação de conteúdos relevantes sobre negócios, startups e estratégias para pequenas, médias e grandes empresas. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *