Cresce concessão de crédito para financiamento de veículos

Cresce concessão de crédito para financiamento de veículos

Entenda o motivo de o número de solicitações de crédito para contratação de financiamento de veículos ter aumentado

O mercado oferece aos consumidores uma série de possibilidades quando o assunto é financiamento de imóveis e veículos. Hoje, é possível acessar diferentes linhas de crédito, com taxas e benefícios adaptados às necessidades do consumidor.

Não é por acaso que tem crescido a busca por pedidos de concessão de  crédito para financiamento de veículos. No primeiro semestre de 2021 observou-se um crescimento de quase 50% nas aquisições de veículos.

Aumento nas solicitações de crédito para financiamento de veículos

De acordo com informações do Banco Central, os primeiros seis meses de 2021 foram marcados pela cifra de R$93 bilhões em concessões para aquisição de veículos no Brasil. Se comparado ao ano anterior, isso representa um aumento de 45%.

Naturalmente, precisamos levar em consideração que 2020 foi um ano totalmente atípico, em razão da pandemia e do lockdown, que acabou freando as compras de automóveis. Por isso, vamos pensar no comparativo entre números do primeiro semestre de 2021 e o ano de 2019; mesmo assim, observa-se um crescimento de 28% na compra de veículos.

Os números atingidos no primeiro semestre de 2021 registram o melhor resultado da história no setor automobilístico brasileiro.

Outro aspecto interessante associado a esse movimento diz respeito à qualidade do crédito. Muito embora as taxas de inadimplência e atraso estejam altas, ainda assim têm uma mínima histórica.

Perspectiva de encarecimento do crédito

O aumento gradual da Taxa Selic é um aspecto que merece atenção, já que a taxa básica de juros é usada como referência nos contratos de crédito e financiamento. Se o movimento de alta continuar, a tendência é observar um encarecimento do crédito.

Na última reunião do Copom, a Taxa Selic chegou a 7,75% a.a. com a sinalização de possíveis aumentos na próxima reunião, marcada para dezembro de 2021. Por outro lado, o aumento gradual dos prazos de financiamentos tem ajudado os consumidores a manter suas obrigações em dia.

Se em 2015 o prazo médio dos contratos de financiamentos era de aproximadamente 42 meses, em 2021 esse prazo está girando na faixa de 46 meses.

Muito embora os números sejam expressivos, o aumento de financiamentos nas vendas de carros novos e usados alcança o patamar de 35%, sendo 45% para veículos novos e 33% para veículos usados. Isso significa que ainda existe um grande mercado a ser explorado pelas instituições financeiras.

Cuidados que devem ser tomados antes de solicitar crédito

O consumidor que está pensando em solicitar crédito para financiamento de um veículo deve estar atento ao mercado e avaliar com cautela as opções disponíveis. Além disso, é fundamental avaliar o orçamento pessoal e entender de que forma a aquisição de um veículo vai impactar nas suas contas. Tenha em mente que o carro tem custos que precisam ser colocados no papel: combustível, manutenção, IPVA, seguro e licenciamento são alguns deles.

Antes de escolher o financiamento, pesquise as opções de diferentes instituições e avalie as propostas, comparando a taxa de juros nominal. Para entender o custo real do financiamento você precisa saber qual será o “Custo Efetivo Total”, também conhecido pela sigla CET.

Essa informação está no contrato de financiamento, e a instituição responsável pela concessão de crédito representa todos os encargos e despesas que vão ser cobradas no contrato. Isso significa que não adianta olhar a taxa de juros, pois sozinha ela não representa os custos totais que você vai ter em um financiamento.

Com o CET em mãos é possível saber quais serão todos os custos atrelados à concessão do crédito e não corre o risco de ter surpresas desagradáveis durante o pagamento das parcelas.

É fundamental ler com atenção todo o contrato de financiamento antes de assinar o documento. Muitos consumidores não dão a atenção necessária a essa etapa, mas é este o momento para ler as cláusulas e esclarecer eventuais dúvidas junto à instituição financeira.

Comece a programar a solicitação de crédito com a organização das suas finanças. Depois, faça simulações de financiamento do carro, pesquise as taxas de juros em diferentes instituições financeiras e avalie o Custo Efetivo Total (CET) do contrato. Por fim, escolha uma instituição séria e preocupada em oferecer atendimento adequado e todo o suporte necessário durante o período de duração do contrato.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.