Como transferir o seguro após comprar um carro novo

Como transferir o seguro após comprar um carro novo

Trocar de carro é relativamente comum para os motoristas brasileiros mas algumas pessoas esquecem de transferir o seguro. Sempre que possível, todos procuram um novo modelo, mais moderno, com novidades, adicionais, esse ritual é um padrão para muitos condutores, enquanto alguns conseguem realizar essa troca todos os anos, outros precisam de um pouco mais de tempo até conseguir o dinheiro necessário.

Independente de quando você realiza a troca, caso seu carro antigo tenha seguro, você precisa transferir o seguro para o novo, não é mesmo? Essa ação costuma gerar dúvidas para muitas pessoas, que não sabem ao certo o que fazer e acabam deixando tudo para a última hora, é exatamente aí que os imprevistos acontecem.

transferir o seguro

Se você tem certeza que irá trocar seu carro por um novo, independente de ser um zero quilometro ou já usado, será necessário transferir o seguro, a primeira coisa que você deve ter em mente é que carros diferentes tem valores de seguro diferentes, nessa hora muitos motoristas são pegos de surpresa.

Vai trocar de carro? Preste atenção ao transferir o seguro

Como dito acima, um carro com modelo diferente e ano de fabricação diferente, não terá o mesmo valor que você costumava pagar do seu último veículo, inclusive a categoria, por exemplo você tinha um sedan e agora comprou uma Kombi Home, os valores alteram, e muito. Caso você tenha total certeza da marca e ano do novo automóvel, é possível fazer um contato prévio com a seguradora, questionando qual seria o valor do novo seguro.

Essa informação é tão importante que pode até mesmo mudar a sua opinião e fazer com que você escolha outro carro, caso o valor do seguro desse novo seja muito mais alto do que a quantia paga anteriormente e a despesa não esteja prevista no seu orçamento, por isso levantar essas informações antes de realizar a troca é fundamental.

Como transferir o seguro automotivo para meu carro novo?

O primeiro passo é ter em mãos a nota fiscal que oficialize a compra do novo veículo, só ela poderá garantir para a seguradora que o novo carro realmente é seu. Com isso, você deverá entrar com pedido de transferência. O segundo passo geralmente é o da negociação e nessa hora o processo costuma demorar um pouco.

Acontece que muitos motoristas se recusam a aceitar que houve um aumento tão grande no valor do seguro pago pelo último carro em comparação ao atual. É necessário alertar que quanto mais novo o modelo, a tendência é sempre que os valores sejam mais altos, para acompanhar o mercado automotivo.

Nessa hora vocês podem tentar negociar, incluir novas coberturas caso o seu novo carro exija algum cuidado especial, ou então chegar a um preço razoável que ambas as partes concordem. Com tudo resolvido finalmente você receberá o documento que comprova a transferência do seguro para o novo carro.

Independente do reajuste no valor do seguro, que provavelmente fará com que o valor pago pelo novo carro seja mais alto, é fundamental que você mantenha esse serviço. Nosso país é muito perigoso e todos os dias milhares de veículos são roubados, carros novos tendem a ser ainda mais procurados, por isso, ao trocar de carro, não esqueça de transferir o seguro para seu novo automóvel.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.