Como e Quando devo pedir um aumento salarial para o meu chefe ?   

Salários, benefícios corporativos, flexibilidade de horários e modalidades de trabalho, equilíbrio entre vida pessoal e profissional e muitos outros aspectos são importantes para um bom desempenho de trabalho e desenvolvimento de carreira.

É claro que o salário não é o único importante, mas receber de acordo com suas capacidades e com o que é produzido é um fator essencial, certo? Porém, nem sempre o aumento chega com o funcionário desejava e é preciso que esse pedido seja feito para que o profissional entenda sobre o acréscimo em seu salário.

Pedir por um aumento ainda é um tabu e, muitas vezes, é um momento desconfortável, de ansiedade, medo de receber uma resposta negativa e de ficar “marcado negativamente” por esse pedido. Você já passou por esse momento? Já se perguntou qual é a hora certa para essa conversa? Confira algumas dicas!

Quando pedir um aumento?

Pedir um aumento nem sempre é fácil, mas para que esse momento seja mais tranquilo e maiores sejam suas chances de ouvir uma resposta positiva, é preciso refletir alguns aspectos para entender se realmente o pedido faz sentido.

Isso não significa que existe um roteiro e um “momento certo”. Não quer dizer, por exemplo, que você só pode pedir aumento após 1 ou 2 anos de trabalho, mas é preciso ter sensibilidade e tato para saber quando falar com seu chefe.

Imagine as seguintes situações: você está desempenhando abaixo do esperado e não está cumprindo seu trabalho no prazo? Será que agora é hora de pedir esse aumento? Ou então, a empresa está fazendo demissão em massa e cortando gastos. Certamente, também não é a melhor hora, certo? Portanto, é preciso considerar alguns aspectos para essa conversa. Confira!

Olhe para seu desempenho e entregas

Para encontrar um momento correto, é preciso fazer uma autoanálise. Mesmo que o aumento seja importante para seu trabalho e necessidades pessoais, é preciso apresentar argumentos concretos e resultados de trabalho que façam com que seu gestor autorize o aumento do salário.

Por isso, o primeiro tema a se pensar é sobre seu desenvolvimento na empresa. Como estão suas entregas? Quais foram suas conquistas? Quais são seus desafios e o que você tem dado de retorno para a empresa?

É importante ser realista e se colocar no lugar de líder: você daria um aumento para você baseado apenas em seu desempenho? Analise se você está cumprindo suas demandas e mais do que isso, se está indo além do esperado e performando muito bem.

Compare salários no mercado

É importante fazer uma pesquisa de mercado sobre sua posição. Busque em outras empresas, sites de vagas, converse com colegas de profissão e colete referências sobre como está o salário para a função que você desempenha.

Além disso, você faz apenas o que foi contratado para fazer ou seu trabalho tem ido além do combinado e do seu escopo? Como está seu volume de demandas? É preciso fazer essa correlação para que seu salário seja justo com suas entregas e não fique defasado.

É importante entender se o seu salário está muito abaixo do mercado, levando em conta seu tempo de experiência e suas formações na área. Se perceber que há grande defasagem nos seus recebimentos frente ao mercado, é um importante argumento para o pedido de aumento.

Pense sobre a situação econômica da empresa

Por melhor que seja sua performance e seus resultados, caso a empresa passe por um momento delicado, a tendência é que os gastos sejam diminuídos, tornando um pouco mais difícil o aumento de salário.

Leve em consideração o cenário geral da organização, se há mais contratações ou demissões, se há reclamações dos líderes quanto aos resultados e perceba como está o clima dentro do negócio.

Olhar de forma estratégica para a empresa pode te poupar de pedidos rejeitados e de mal-estar gerado por tocar nesse assunto em momentos delicados, faz sentido?

Entenda o humor do seu chefe

Observar para essas questões é crucial e claro, é preciso contar também com um bom momento do seu gestor. Essa conversa não deve ser feita de forma inapropriada pelos corredores da empresa, mas deve ser um diálogo franco e com boas exposições.

Para ser ouvido, entenda a agenda do seu chefe, busque por um momento de mais tranquilidade e evite levantar a conversa em momentos de entregas, pressão e estresse. O momento em que a liderança está vivendo pode ter influência sobre seu pedido, portanto, observe as atividades antes de marcar uma reunião.

Ao pensar sobre isso, você já sabe se é a hora de pedir um aumento? Pense sobre os aspectos, crie seus argumentos e demonstre como você quer fazer – ainda mais – diferença no negócio. Boa sorte!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *