Existe filtro de papel ideal para o café ?

Além da procedência dos grãos, é fundamental conhecer as especificações de todos os itens que compõem o preparo da bebida.

A bebida preferida do brasileiro pode até parecer ser simples de ser feita, mas se você deseja realmente degustar um bom café, você precisa saber que seu preparo envolve diversos fatores.

Além de verificar a procedência dos grãos, escolher a torra correta e decidir sobre as proporções de café e água, existe outro fator muito importante: a escolha precisa do filtro. Isso mesmo: o filtro  que você escolhe pode interferir bastante no gosto do seu café.

Por isso, trouxemos algumas instruções que vão te auxiliar nessa escolha. Sabemos que não é comum que a população fale muito sobre o tema de maneira geral, mas cada filtro tem características específicas, que podem influenciar muito no resultado da bebida.

Para conseguir preparar um café de qualidade, é importante conhecer as opções de filtro, que variam em relação à cor, tamanho, material e, acredite se quiser, sua espessura. E só pra deixar claro: não existe uma forma correta de fazer café. O que existe é a forma que melhor se encaixa na sua rotina e que, claro, você mais gosta.

Coloração importa?

Uma informação relevante quando se fala sobre filtro de café é a coloração. Porque, nesse caso, as cores influenciam, sim, no sabor da bebida. O papel branco, por exemplo, passa por um processo de clareamento para evitar que permaneça com um gosto residual de papel durante a filtragem.

A diferença para o papel natural, de cor marrom terrosa, é justamente a falta desse processo químico. Nesse caso, o filtro tende a passar mais o gosto de papel para o café durante a filtragem.

Mesmo assim, a recomendação é escaldar o filtro com um pouco de água quente antes de filtrar o seu café. Esse processo é super simples e deve ser feito independentemente do modelo de filtro, garantindo a diminuição do gosto residual de papel na bebida.

Medidas clássicas

Outra informação que às vezes passa batida é que o tamanho do papel do filtro tem relação com a quantidade de café que se quer fazer. Acredite: cada filtro é feito para uma quantidade específica de líquido. Tradicionalmente falando, existem três tipos de filtros.

O filtro 100 prepara até quatro xícaras de café (aproximadamente 200ml). O filtro 102 prepara até 12 xícaras de café (aproximadamente 600ml) e o filtro 103 prepara até 20 xícaras de café (aproximadamente 1 litro).

Além dos tamanhos tradicionais, também existem filtros para coador Hario V60. O filtro V60 é classificado em 01, 02 e 03, com capacidade indicada pela quantidade de xícaras. O filtro 01 prepara de uma a duas xícaras. O 02 prepara de duas a quatro xícaras e o 03 prepara até 1,5 litro de café.

Filtros de pano

Dizem por aí que café no coador de pano é o melhor que tem e muitas pessoas não gostam nem de ouvir falar sobre outros tipos de coadores. Queridinho e tradicional desde sempre na cultura popular brasileira, principalmente no interior do Brasil, os filtros de pano também cumprem um papel especial no preparo do café.

São geralmente produzidos em tecido 100% algodão e trazem em seu sabor uma bebida muito mais cremosa e encorpada. É indicado, usá-lo pela primeira vez, passar água fervente para retirar todo e qualquer tipo de resíduo do tecido para que isso não interfira no gosto final da bebida.

Além disso, os filtros de pano precisam ser trocados com uma frequência maior, a fim de garantir a salubridade do café. Aproveite as nossas dicas para experimentar novas formas de preparar o seu café e se surpreenda com as especificidades de cada tipo de filtro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *